O recrutamento e seleção (R&S) é um processo de suma importância à gestão de pessoas. Afinal, permite a entrada de gente nova e qualificada no quadro de trabalho. Porém, para iniciar o processo, é preciso saber como anunciar uma vaga de emprego.

O anúncio é uma chamada. Por meio dele, convocam-se candidatos que apresentem competências mínimas para participar da triagem de currículos. Infelizmente, esse processo não costuma ser algo fácil. No mundo, 38% dos empregadores têm dificuldades em preencher postos de trabalho, e o Brasil está no ranking dos 5 piores países.

No post de hoje, vamos ensinar a anunciar uma vaga de emprego de modo bem-sucedido e obter um ótimo retorno sobre o investimento. Portanto, leia com atenção!

Tenha uma forte marca empregadora

A busca por candidatos deve começar muito antes da abertura de qualquer vaga de trabalho. Na verdade, deve ser um processo contínuo. Sabendo disso, algumas das empresas mais bem-sucedidas investem na formulação da marca empregadora.

Grosso modo, o employer branding consiste na criação de uma marca atraente aos maiores talentos do mercado. O intuito é tornar o negócio um grande ímã de gente acima da média.

Há muitas estratégias para arquitetar a marca empregadora. Descobrir o propósito da empesa é só o primeiro passo. Também é comum veicular fotos, vídeos e artigos acerca da cultura, liderança e clima da organização nas redes sociais.

Saiba vender o “peixe” da empresa

No anúncio de vaga, você pretende atrair um segmento específico, induzindo-o a agir de determinada maneira, a fim de participar do processo de seleção. Por causa disso, é muito fácil compará-lo à atividade de venda, mas o público-alvo é o profissional.

Isso significa que é preciso vender o “peixe” da empresa, isto é, mostrar o que há de melhor no local trabalho e informar por que o talento deveria se candidatar à vaga. Para tanto, vale apostar em uma descrição fora do lugar-comum, algo mais atraente e inovador.

Então, não fale só das competências necessárias para ocupar o cargo. Conte um pouco do modelo de meritocracia, da liderança baseada no exemplo, da cesta de benefícios e outras vantagens que tornem a empresa única no mercado. O objetivo, claro, é vender o “peixe”.

Crie uma descrição completa da vaga

A descrição da vaga é importantíssima. Por meio dela, o talento saberá se apresenta as competências mínimas para fazer parte do time. No entanto, muitos profissionais de RH têm dificuldades com o tema e elaboram uma descrição bastante superficial.

O recomendado é criar uma descrição baseada na análise do cargo. É necessário avaliar os conhecimentos, habilidades e atitudes demandadas pela função, só depois colocar isso no papel. Entenda melhor cada item:

  • conhecimento — refere-se ao saber teórico, como uma formação específica;
  • habilidade — significa o saber prático, por exemplo, a habilidade de liderar;
  • atitude — diz respeito às práticas essenciais, como honestidade e prontidão.

Inicie a descrição pelas competências técnicas, isto é, os conhecimentos e habilidades. Em seguida, enfatize as competências comportamentais (atitudes), mostrando que é preciso determinado perfil comportamental para fazer parte da equipe de trabalho.

Considere o alinhamento com a cultura da empresa

Outro fator crucial à atração dos candidatos é considerar o alinhamento com a cultura da empresa, chamado também de fit cultural. Por mais habilidoso que o profissional seja, se não for alinhado aos valores e crenças do negócio, dificilmente fará um bom trabalho.

Em razão disso, ao anunciar a vaga, descreva um pouco da cultura organizacional. Se é focada nas pessoas ou resultados, por exemplo. Tenha certeza de que os profissionais com maior aderência à cultura se sentirão mais encantados em participar do R&S.

Se ainda não sabe qual a cultura da empresa, aproveite para estudá-la mais. Examine as prioridades diárias, os valores centrais da organização, os hábitos compartilhados internamente. Tudo isso é o DNA do negócio, ou melhor, sua cultura organizacional.

Use uma plataforma para busca de profissionais

Mesmo com a descrição mais completa e atraente, é improvável atrair talentos se não identificar os melhores meios para divulgar vagas em aberto. Aqui, é possível destacar as redes sociais, páginas de carreiras e, em especial, os bancos online de currículos.

Uma plataforma de profissionais conta com milhares de perfis atualizados, com candidatos ávidos por fazer parte de um negócio bem-sucedido.

Nesse caso, todo o recrutamento pode ser online e com tecnologias de automação. É possível descrever a vaga na plataforma, bem como compartilhá-la pelas redes sociais da firma (logo, o número de envolvidos será muito maior). Depois, os algoritmos vão encontrar o profissional ideal à vaga, tornando mais fácil o trabalho do selecionador.

Há várias vantagens no anúncio online das vagas. Primeiro, podem ser destacados a velocidade e o volume de currículos disponíveis. Depois, a influência da tecnologia para atrair, triar e selecionar o candidato ideal. Ou seja, todo o processo é aprimorado.

Plataforma de Recrutamento BURHPowered by Rock Convert

Monitore os indicadores de desempenho

O anúncio de vagas e a atração de talentos são processos que devem ser melhorados continuamente. É preciso entender o que é bem-feito e o que precisa de ajustes. Em seguida, é preciso agir estrategicamente e corrigir os erros cometidos.

Para tal fim, o mais recomendado é monitorar os resultados por meio de relatórios de desempenho. Alguns dos principais indicadores são:

  • quantidade de vagas abertas;
  • número de visualizações do anúncio;
  • proporção de candidatos por vaga;
  • percentual de vagas fechadas no prazo;
  • valor médio por contratação.

Ao monitorar tais indicadores, poderá estabelecer metas desafiadoras e buscar melhorias pontuais. Além disso, a equipe de RH poderá ser mais bem direcionada. Desse modo, nos próximos processos de R&S, haverá um resultado ainda melhor.

Se quiser atrair os melhores candidatos, como pode observar neste artigo, anunciar uma vaga de emprego é um processo que demanda atenção e tecnologia de ponta. Por causa disso, não deixe de formular uma marca empregadora, vender o “peixe” da empresa, buscar profissionais com fit cultural e usar um bom banco de currículos.

Gostou do nosso artigo? Agora aproveite para entrar em contato conosco! Assim, você vai descobrir a solução que separamos para você e o sucesso do seu R&S!