Avaliação de desempenho profissional: descubra aqui como fazer de forma eficiente

6 minutos para ler

Para garantir que a sua empresa preste o melhor serviço para o cliente final, você deve sempre acompanhar a performance da sua equipe. Uma das melhores formas de fazer isso é promover a avaliação de desempenho profissional regularmente dentro do seu negócio. Porém, muitos gestores acabam deixando essa prática de lado, pois ela consome tempo e recursos da empresa.

No entanto, como essa avaliação é muito útil para a tomada de decisões e pode abrir várias oportunidades de melhoria, ela deve sempre ser realizada na sua organização. Se feita corretamente, pode ajudar a destacar talentos, definir falhas nos seus processos, entre outros benefícios.

Porém, como você deve saber, a avaliação de desempenho profissional exige que os colaboradores interrompam algumas tarefas, o que diminui um pouco sua produtividade. Por isso, você deve encontrar maneiras de realizá-la de forma mais eficiente.

Quer entender melhor como otimizar esse trabalho? Então, acompanhe este post.

Como fazer uma boa avaliação de desempenho profissional?

Há várias maneiras de tornar essa avaliação mais eficiente, mas pode ser difícil saber por onde começar. Para ajudar com isso, separamos algumas dicas simples que você pode seguir. Confira.

Planeje o processo com antecedência

Para garantir que o custo de tempo e de produtividade da avaliação de desempenho seja o menor possível, o mais importante é fazer um planejamento estratégico para o processo. Simplesmente tirar os profissionais de suas mesas sem aviso é uma prática bem ruim e ineficiente.

Primeiro, converse com os gestores de cada setor e marque um horário adequado para fazer as avaliações sem prejudicar o cumprimento de prazos. Se você se coordenar melhor com o resto da equipe, pode concluir todas as avaliações em bem menos tempo.

Defina seus critérios de avaliação

Não é possível fazer uma avaliação de desempenho profissional sem ter um critério bem definido do que é “desempenho”. Afinal, as metas de diversos setores podem ser bem diferentes entre si, o que envolve a necessidade de analisar cada uma a partir de uma perspectiva própria.

Além disso, não ter alguma forma de quantificar a produtividade da equipe torna todo o processo de avaliação de desempenho impraticável. Afinal, não haverá uma maneira clara de comparar o resultado desejado com aquele obtido pelo setor ou por cada colaborador.

Identifique os problemas a serem solucionados

Com todos os dados necessários em mãos, o próximo passo é fazer uma avaliação mais detalhada desses resultados, ajudando a entender a causa de alguma produtividade ruim. Pode ser que o problema esteja na capacitação da equipe, na forma como você estrutura os processos daquele setor ou no indivíduo que realiza a função.

Uma vez que você encontre a causa mais provável e entenda como ela afeta sua produtividade, será possível desenvolver um planejamento adequado para lidar com a situação. Enquanto você não conseguir identificar com precisão quais são esses problemas, será bem mais difícil fazer as correções necessárias em tempo hábil.

Ofereça feedbacks após a avaliação

Outro propósito muito importante dessas avaliações dentro de toda empresa é a oportunidade de instruir sua equipe para que eles corrijam algumas falhas do dia a dia. Durante sua análise, é bem provável que você encontre erros na execução dos processos e aponte soluções simples e imediatas para esses problemas.

Para isso serve o processo de feedback. Por meio dele, cada profissional tem a oportunidade de refletir sobre o próprio desempenho e de incorporar algumas melhorias em seu dia a dia de trabalho. Em muitos casos, a perda de desempenho e produtividade pode ser apenas um mal-entendido individual, fácil de ser corrigido.

Quais os erros de avaliação de desempenho profissional que você deve evitar?

Mesmo que o processo pareça simples, ainda há muito espaço para cometer erros, o que pode prejudicar qualquer avaliação aprofundada. Para que você não caia em nenhuma armadilha, destacamos 3 erros aos quais você deve ficar sempre atento. Acompanhe.

Não usar uma metodologia

Existem vários procedimentos para realizar avaliações de desempenho, cada um com um foco específico e melhor aplicabilidade em diferentes contextos. O mentoring, por exemplo, é ótimo para avaliar profissionais que atuam de forma mais isolada, já que é focado principalmente na orientação do indivíduo em seu dia a dia de trabalho.

Desenvolver os próprios procedimentos para realizar essa tarefa não é errado, mas você deve ter sempre alguma premissa a qual seguir durante seu planejamento. Caso contrário, vai tomar diversas atitudes que apenas diminuem a eficiência do processo de avaliação. Vale mais a pena buscar alguma metodologia já desenvolvida e aplicá-la em seu trabalho, apenas com algumas modificações.

Apressar o processo

Muitas pessoas associam a palavra “eficiência” com a velocidade de execução de uma tarefa. Quanto antes ela for concluída, mais cedo você terá os resultados que busca, certo? Na realidade, isso não é bem o que acontece. Se você tentar acelerar sua avaliação de desempenho profissional, pode ser que perca detalhes importantes e chegue a conclusões incorretas.

Ser mais eficiente tem a ver com o planejamento adequado e com a definição de metas e prazos. Se você tiver um bom planejamento, aproveitando bem seu tempo disponível e conversando com os outros gestores, não haverá necessidade de apressar o processo.

Não oferecer uma devolutiva

Quando falamos sobre a importância do feedback para a avaliação de desempenho, nos referimos principalmente à possibilidade de o profissional oferecer a própria perspectiva em relação ao resultado. Em alguns casos, você pode conseguir mais informações que podem alterar a sua conclusão em relação ao assunto.

Não ter um momento de devolutiva após a avaliação não é uma boa ideia. Especialmente se você tiver que tomar uma grande decisão em relação à carreira de um funcionário. O mínimo que você deve fazer é confirmar qualquer informação, positiva ou negativa, e informar o profissional sobre o resultado da avaliação antes de encerrar sua análise.

Com todas essas informações, você já está mais preparado para fazer a avaliação de desempenho profissional dos seus colaboradores. Continue aprendendo mais sobre o tema e você poderá refinar os processos até que eles se tornem bem mais eficientes.

Tem alguma história ou dicas sobre suas avaliações? Então deixe um comentário logo abaixo. Queremos saber sua opinião!

Posts relacionados

Deixe uma resposta